+351 223 177 910 | +351 913 213 848 info@terradouro.pt

Aquicultura (Aquacultura): O que precisa de saber

A aquicultura é uma atividade cada vez mais relevante e estratégica no sector alimentar e das pescas, especialmente por ser uma forma de aumentar a oferta de pescado, respeitando as quotas de pesca em ambiente selvagem.

Neste artigo fazemos um resumo do que é a aquicultura, que espécies podem ser criadas, a importância, vantagens e críticas a esta técnica e o seu estado em Portugal e no resto do mundo!

 

O que é?

A definição do termo é, em termos gerais, a produção de pescado em ambiente controlado, sendo esta produção propriedade de alguém. Uma definição mais abrangente é dada pela FAO (Food and Agriculture Organization of the United Nations):

“A aquicultura é a criação de organismos aquáticos, incluindo peixes, moluscos, crustáceos e plantas aquáticas. Esta implica alguma forma de intervenção no processo de criação para aumentar a produção, como a criação de stocks de forma regular, a alimentação, a proteção contra predadores, etc. O cultivo também implica a propriedade individual ou corporativa do material a ser cultivado” FAO (1988)

Que espécies podem ser criadas?

Como referido anteriormente, este processo de criação de espécies marinhas permite a criação de diversos tipos de organismos como:

  • peixes
  • crustáceos
  • moluscos
  • répteis
  • anfíbios
  • plantas e algas

Algumas das matérias-primas para culinária, que nos são familiares, podem incluir alguns exemplares criados desta forma. Robalo, Dourada, Salmão, Camarão, são alguns exemplos, mas a lista é muito extensa e variada.

Importância

Apesar de ser uma atividade praticada há bastantes séculos, nas últimas décadas a importância da aquicultura tem vindo a aumentar, dado o aumento da procura por pescado e as restrições à captura do mesmo em ambiente selvagem. A União Europeia e diversos países dentro e fora dela têm vindo a reforçar a importância estratégica desta forma de produção de pescado e a oferecer apoios para fomentar a mesma. A importância estratégica deriva da necessidade de pescado, e da vontade dos países de conseguirem ser autossuficientes nesta matéria. Portugal não é excepção e, para fomentar este investimento concede apoios a projectos através do Plano Operacional Mar 2020, onde a aquicultura é tido como um dos sectores de interesse nacional.

 

Vantagens da aquicultura

As vantagens de apostar em aquicultura são diversas. Entre estas encontram-se, por exemplo, o aumento da rentabilidade da exploração, a facilidade da extração, generalizar o acesso de peixe à população e preços mais baixos de produção, diminuindo preços no consumidor final.

 

Críticas

Apesar de ser reconhecida como importante, a aquicultura, não está livre de críticas, fundamentalmente relacionadas com os perigos quando os produtores não respeitam as normas de higiene e o fornecimento de alimentação apropriada. Quando as boas práticas são respeitadas, esta é uma atividade segura e útil.

 

A aquicultura pelo mundo e em Portugal

A nível mundial

A nível mundial a produção deste tipo de espécies em ambiente controlado é dominada pelos países Asiáticos, em particular pela China. Este é um negócio em franco crescimento e a tendência é a aumentar, fruto de uma procura cada vez maior por pescado.

 

Em Portugal

Apesar de existirem orientações estratégicas que relevam a importância da aquicultura em Portugal, e um claro desequilíbrio entre a procura e a oferta, o potencial da aquicultura em Portugal ainda não está explorado ao ponto de dar resposta às necessidades por parte da população. Surge, assim, nesta área, uma oportunidade de investimento rentável.

O investimento em aquicultura

Reconhecida como uma importante atividade económica, cada vez mais empreendedores e empresários veem com bons olhos o investimento em aquicultura. O facto de haver procura e crescimento faz com que cada vez mais empresários pretendam apostar nesta área estratégica.

A aquicultura é uma actividade cada vez mais importante e prevê-se que o continue a ser nos próximos anos. Este técnica permite criar espécies em ambiente controlado, mantendo o seu valor nutricional e características. Apostar nesta área também traz imensas vantagens e existe um grande potencial de crescimento.

Projectos de Aquicultura

Na Terra D’ouro fazemos projectos à medida do cliente bem como candidaturas ao Programa Operacional Mar 2020.
Se pretende investir nesta área fale connosco. Oferecemos aconselhamento gratuito e personalizado.

Artigos sobre aquicultura

O caviar

O caviar é uma iguaria associada à alta gastronomia, uma extravagância para uns, um ingrediente “gourmet” para outros e um luxo para muitos, podendo atingir valores a rondar os mil euros , preço por kilo. Apesar de os produtos da aquacultura serem vistos como inferior...

Apoio à aquacultura biológica: Candidaturas Abertas

Abriu no passado dia 28 de Dezembro, a fase de submissão de candidaturas ao regime de apoio à aquacultura biológica e à conversão para sistemas de ecogestão, a qual permanecerá aberta até ao dia 26 de Fevereiro de 2018. Tem por objectivo o desenvolvimento de uma...

Bacalhau: uma espécie ameaçada!

O Natal está a chegar e com ele, o rei da consoada na mesa dos portugueses, o bacalhau. Mas teremos bacalhau por mais quanto tempo? Que soluções existem para que ele nunca falte à mesa? O que consumimos? A espécie que os portugueses bem conhecem é o...

Introdução à aquacultura: o que saber?

Embarcar numa actividade como é a aquacultura é como abraçar qualquer outro tipo de actividade: é imperativo ter conhecimento técnico, um local apropriado e um projecto exequível. Acima de tudo é preciso ter também um gosto especial pela actividade, ser resiliente e...

Como controlar a produção em aquacultura?

A produção aquícola está cada vez a assumir maior importância. Em aquacultura, existem várias maneiras diferentes de produzir pescado e cada uma delas permite, até um certo ponto, controlar a produção em aquacultura e os diferentes factores que ditam como esta vai...

O robalo e a sua produção em aquacultura

O robalo ou robalo legítimo (Dicentrarchus labrax) é um peixe comum na região do Atlântico que banha a Europa e o noroeste africano, desde da Noruega ao Senegal, no mar Mediterrâneo e no mar Negro. São encontrados junto à costa mas também e principalmente de verão nos...

Procura financiamento para investir em aquacultura?

Na passada terça-feira, dia 25 de Julho, abriu o período de apresentação de candidaturas para obter apoios públicos no que diz respeito aos domínios da inovação e dos investimentos produtivos. Este período decorre até ao dia 19 de Outubro. A submissão de candidaturas...

Amêijoa: espécies, características, captura e importância

A amêijoa é um bivalve muito comum nas costas portuguesas sendo também um ingrediente importante na culinária lusa. Existem várias espécies, destacando a amêijoa-legítima, a amêijoa-fina ou a amêijoa-boa, todas elas designações comuns para a espécie Ruditapes...

Aquaponia – Conceito e vantagens

A aquaponia é uma técnica de produção de organismos aquáticos que combina outras técnicas. Descubra o conceito, em que consiste esta técnica, qual as vantagens, aspectos a ter em conta e os locais onde é mais frequente a utiliação da mesma!   O que é a aquaponia? A...

Subscreva a nossa newsletter

Não quer perder as novidades sobre aquicultura e outros projectos interessantes na área rural?
Então subscreva a nossa newsletter!

Contacte-nos

Tem dúvidas ou pretende alguma informação adicional nesta área? Estamos ao seu dispor para responder às mesmas. Oferecemos aconselhamento personalizado e gratuito!