+351 223 177 910 | +351 913 213 848 info@terradouro.pt

A atividade agrícola teve início há cerca de 12 mil anos atrás, demarcando o início do período neolítico. A partir desse momento até ao presente, a atividade agrícola surge como base para obtenção de alimento.

Actualmente, a agricultura é uma actividade cada vez mais valorizada e percebida como uma boa oportunidade para novos investimentos. O surgimento de ideias empreendedoras e inovadoras na transformação dos produtos rurais, tem vindo a demonstrar o potencial e a necessidade de valorizar ainda mais o setor. Conheça 5 boas razões para apostar na agricultura!

 

1- Possibilidade de aumentar os seus rendimentos, criando algo novo

Um empreendedor é um indivíduo capaz de gerar riquezas a partir de empresas criadas ou já existentes. Com a gestão de recursos, ideias inovadoras e aposta em oportunidades sem receio de correr riscos para cumprir os seus objetivos, podemos dizer que um agricultor é um empreendedor.

A agricultura não permite “receitas” que se possam seguir e ter a certeza que vai correr tudo conforme o previsto. Uma vez  no campo, o agricultor deve ter em conta tudo o que rodeia e afeta a cultura de forma direta ou indireta. Assim, torna-se necessário que o agricultor não seja apenas quem faz o produto, mas sim alguém que gere a exploração de forma económico-financeira e ambiental, que gere os recursos disponíveis de forma sustentável e que tenha a capacidade de aproveitar todo o vasto leque de produtos que a agricultura permite, de forma a colocar no mercado produtos com enorme procura, inovadores e de extrema qualidade.

Assim, podemos observar a agricultura como se tratasse de um tronco, o qual divide-se em vários ramos que hoje são estudados e desenvolvidos, como a pecuária, a apicultura, a vitivinicultura, a olivicultura, entre outros. Todos estes ramos permitem manter uma estrutura sólida que por muitos anos foi uma das principais bases económicas para o nosso país.

A agricultura representa um sector, em crescimento, que pode ser interessante e bastante rentável para empreendedores que queiram seguir por esta área de actividade.

 

2 – Contribuição para o crescimento económico do país

Com as atenções viradas para Portugal devido ao crescimento exponencial do sector, os produtos portugueses, frescos ou transformados, começam a ser procurados e valorizados além fronteiras. Assim, muitos dos novos agricultores optam pela exportação dos seus/nossos produtos, onde encontram um mercado mais exigente, mas mais valorizado.

Esta procura, permite um aumento da oferta, o que por sua vez leva a um aumento de rendimentos e de emprego.

Apesar de Portugal ser um país pequeno em área relativamente à maioria dos países Europeus, tem um potencial enorme que pode ser alcançado através da restruturação de algumas explorações, realização de práticas agrícolas mais eficientes e utilização da tecnologia e dos estudos existentes.

 

3 – Crescimento social e tecnológico do setor

Com a ocupação de terrenos baldios e abandonados em determinadas zonas rurais de baixa densidade populacional, a agricultura permite a deslocação de pequenas massas de população novamente para o interior, contrariando o acontecimento contrário que se assistiu na época industrial. A criação de novas oportunidades de negócio leva ao desenvolvimento do território e disputa o abandono rural.

A nível tecnológico, com o reconhecimento da agricultura de precisão, o agricultor já não está “sozinho” nesta atividade. Com equipamentos, sensores, software específico e aceso facilitado à informação, o novo agricultor tem todas as ferramentas necessárias para se preparar para a vida de campo e gerir de forma metódica todos os recursos disponíveis de forma a aumentar o rendimento da cultura por m^2.

 

4 – Proteção do Ambiente

Durante os últimos anos, a intensificação da agricultura convencional levou à utilização de monoculturas e ao uso indiscriminado de fitofármacos e adubos químicos para manter a produção.

Hoje, com os novos conhecimentos disponíveis, o agricultor reconhece que tem mais a ganhar se agir em parceria do ambiente em vez de ir contra o mesmo. Desta forma, nascem os tipos de proteção integrada, agricultura biológica, ecologia e sustentabilidade.

Torna-se cada vez mais claro que, apostar numa agricultura sustentável é, apostar no ambiente, desde que sejam tomadas as medidas correctas para que, tal seja possível.

 

5 – Apoios PDR2020 disponíveis

Por fim, mas não menos importante, uma das grandes motivações a apostar na agricultura são os apoios PDR2020 que existem para tal.

A criação e instalação de uma exploração agrícola, uma exploração florestal ou um local de transformação de produtos não é de todo simples e carece de financiamento que não é possível a todos. No entanto, a existência de apoios permite que esta lacuna seja parcialmente preenchida. É neste âmbito que a Terra D’Ouro trabalha, de forma personalizada e ativa com cada um dos seus clientes, de forma a perceber qual será a melhor gestão dos recursos disponíveis para alcançar este objetivo.

É por esta razão que trabalhamos de forma a dar a conhecer e trabalhar consigo nas medidas de Jovem Agricultor, Investimentos/Pequenos investimentos na exploração agrícola, Transformação de produtos, Criação de sistemas florestais e VITIS.

 

Na Terra D’Ouro, o seu projeto é o nosso sucesso. Contacte-nos!

Poderá também gostar de:

  • Alterações climáticas em Portugal. Qual o futuro da agricultura portuguesa?Alterações climáticas em Portugal. Qual o futuro da agricultura portuguesa? Portugal pertence à região de clima mediterrâneo, um clima que sofre influências marítimas e que se destaca pelos seus verões quentes e secos e os invernos amenos e chuvosos. Em junção com a exposição solar que o nosso país tem, criam-se condições ideias para muitas culturas que […]
  • Operação 3.2.1 – Investimentos na exploração agrícola: Reconversão do sector leiteiroOperação 3.2.1 – Investimentos na exploração agrícola: Reconversão do sector leiteiro Data de abertura: 28 de Dezembro de 2016 Data de encerramento: 31 de Março de 2017 A submissão de candidaturas é efectuada entre as 12 horas do dia 28 de Dezembro de 2016 e as 19 horas de 31 de Março de 2017, ao abrigo das Portarias nº 230/2014, de 11 de Novembro e nº 301-B/2016 de 30 […]
  • Governo aumenta prémio-base de apoio à primeira instalação agrícolaGoverno aumenta prémio-base de apoio à primeira instalação agrícola Com o objetivo de atrair mais dois mil jovens para a agricultura já em 2017, o Governo vai aumentar o prémio-base de apoio à primeira instalação. Até agora, um jovem agricultor podia contar com um apoio de 15 mil euros, mas no concurso que abre no próximo mês o valor aumenta para os […]
  • HortAmada: O papel dos polinizadoresHortAmada: O papel dos polinizadores Moscas, besouros, borboletas, formigas, vespas… e claro, abelhas. Estes são apenas alguns dos nomes mais comuns que damos às mais de mil espécies que em Portugal desempenham um papel essencial na polinização. Ao longo desta HortAmada, de forma a celebrar o dia 20 de maio, Dia Mundial […]